Paz cruel de vinte e cinco

Neal Cassady

Paz cruel de vinte e cinco

Essa porra de poesia Presente no estranho na dúvida no delírio no calor Essa porra de poesia soterrada deitada no corredor do hospital queimada na madrugada na sacola cheia de restos da feira no córrego onde nadam ratazanas Essa poesia sangrante Não se escreve na […]

Love this post.0