Roberto Piva

Pornosamba para Marquês de samba

0 Love this post.0

esta homenagem coincide com a deterioração da Bastilha Sul-Americana minada pela crise de corações & balagandãs econõmicos onde se mata de tédio o poeta e de fome o camponês & sobre os pés femininos se calça a bota de chumbo de várias cores gamadas com Hitlers de plantão em cada esquina recoberta de saúvas e amores escancarados como túmulos onde tuas coxas Marquês, servem de amparo delicado ao garoto que chupa teu pau enquanto uma mulher ruiva te cavalga Asssim, anotemos o nome da vítima-orgasmo-blasfêmia antes que as araras entrem na orgia com seus estimulantes bicos recurvos & um estratagema de cipós afogue os sóis da desolação quotidiana em nível de Paraíso A noite é nosssa Cidadão Marquês, com esporas de gelatina pastéis de esperma & vinhos raros onde saberemos localizar o tremor a sarabanda de cometas o suspiro da carne.

Relacionado

Jorge de Lima, Panfletário do Caos

Foi dia 31 de dezembro de 1961 que te compreendi Jorge de Lima enquanto eu caminhava pelas praças agitadas pela melancolia presente na minha memória devorada pelo azul eu soube decifrar os teus jogos noturnos indisfarçavel entre as flores uníssonos em tua cabeça de prata […]

Love this post.0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *