Roberto Piva

Pornosamba para Marquês de samba

0 Love this post.0

esta homenagem coincide com a deterioração da Bastilha Sul-Americana minada pela crise de corações & balagandãs econõmicos onde se mata de tédio o poeta e de fome o camponês & sobre os pés femininos se calça a bota de chumbo de várias cores gamadas com Hitlers de plantão em cada esquina recoberta de saúvas e amores escancarados como túmulos onde tuas coxas Marquês, servem de amparo delicado ao garoto que chupa teu pau enquanto uma mulher ruiva te cavalga Asssim, anotemos o nome da vítima-orgasmo-blasfêmia antes que as araras entrem na orgia com seus estimulantes bicos recurvos & um estratagema de cipós afogue os sóis da desolação quotidiana em nível de Paraíso A noite é nosssa Cidadão Marquês, com esporas de gelatina pastéis de esperma & vinhos raros onde saberemos localizar o tremor a sarabanda de cometas o suspiro da carne.

Relacionado

Ardor da Água

Papo com Júlio Bressane & Jairo Ferreira no Cachação Lésbicas discutindo semiótica saídas de um filme de Bressane saídas de um poema de Roberto Piva o arco-íris toma jeito estilo Farinata no Inferno Karma da pesada & fuorilegge caipirinha B52 noite de cobalto espectro radioativo […]

Love this post.0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *