Roberto Piva

mestre Murilo Mendes tua poesia são

0 Love this post.0

os sapatos de abóboras que eu calço
nestes dias de verão.
negócio de bruxas.
o sol caía na marmita do
adolescente da lavanderia.
você veria isto com seu olhar silvestre.
um murro bem dado no vitral
que eu mais adoro.

Relacionado

Jorge de Lima, Panfletário do Caos

Foi dia 31 de dezembro de 1961 que te compreendi Jorge de Lima enquanto eu caminhava pelas praças agitadas pela melancolia presente na minha memória devorada pelo azul eu soube decifrar os teus jogos noturnos indisfarçavel entre as flores uníssonos em tua cabeça de prata […]

Love this post.0

A Catedral da desordem

A nossa batalha foi iniciada por Nero e se inspira nas palavras moribundas: ” Como são lindos os olhos deste idiota”. Só a desordem nos une. Ceticamente, Barbaramente, Sexualmente. A nossa Catedral está impregnada do grande espetáculo do Desastre. Nós nos manifestamos contra a aurora […]

Love this post.0

A Coréia é na Esquina

Assim não dá meu tesão eu começo a sonhar com você todas as tardes & você lá em Santos comendo amendoim vendo anjos nas cebolas do mercado navios entram e saem do porto polidos eu corto as veias & rego meu queijo de Minas você […]

Love this post.0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *