Roberto Piva

Ganimedes 76

0 Love this post.0

Teu sorriso
olhinhos como margaridas negras
meu amor navegando na tarde
batidas de pêssego refletindo em teus olhinhos de
fuligem
cabelos ouriçados com um pequeno deus de um salão
rococó
força de um corpo frágil com âncoras
gostei de você eu também
amanhã então às 7
amanhã às 7
tudo começa agora num ritual lento & cercados de
gardênias de pano
Teu olhar maluco atravessa os relógios as fontes da tarde
de São Paulo como desejo espetacular tão
dopado de coragem
marfim de teu sorriso nascosto fra orizzonti perduti
assim te quero: anjo ardente no abraço da Paisagem
O ANJO NO BANHEIRO AMANDO A COMUNA DE
PARIS DEIXA-SE FOTOGRAFAR COMENDO UMA
FRUTA-DO-CONDE
eu me preparo para estas cidades sem limites
o deserto & suas línguas trepidantes
marchas de samurais atentos nos pântanos
longe sem sair do lugar
(AMO TUA BOCA DEVASTADA POR FUMAÇA
DIABÓLICAS)
uma rosa na ponta dos olhos
uma rosa em tua boca errante
meus olhos fixos na fonte do paraíso

(O MUNDO MUDA A COR DA JABUTICABA
MUDA TEU CU MUDA O CHAPÉU DO VIZINHO MUDA
TEU SEXO MUDA O ÍNDIO MUDA HOLDERLIN
MUDOU HEGEL MUDOU TECNÓPOLIS MUDA &
MUDAMOS CADA DIA MAIS PARA O PORÃO DA VIDA
COMO RIMBAUD ARTAUD MACUNAÍMA ROSA
LUXEMBURG) o dragão corre na corveta caraíba as
coxas têm febre eu nem planta nem
fantasma o verdadeiro veneno MODESTA CRIATURA
CIDADÃO DE UM MUNDO EM CHAMAS eu
faço esta advertência: A PERFEITA
MÚSICA ESTÁ NO AÇO
canteiros folhudos cheios de silêncio
espaço cósmico samba-canção do nada
(A EPOPÉIA DO AMOR COMEÇA NA CAMA COM
OS LENÇOIS DESARRUMADOS FEITO UM
CAMPO DE BATALHA)
é ali que eu começo nascer para a madrugada & suas
vertigens onde você meu amor se enrosca em
meu coração paranóico de veludo verde & as delícias
de continentes alaranjados dormem em seu rosto de
pérolas turvas oh tambores do amor
sem parar rumo às tempestades PLANETÁRIAS
& suas cachoeiras tristes & pesadas como lágrimas
gosto de gostar & a tv da alma amanhece
bêbada & tenta dizer alguma coisa

Relacionado

Visions onf Cody

Boletim do Mundo Mágico

Meus pés sonham suspensos no Abismo minhas cicatrizes se rasgam na pança cristalina eu não tenho senão dois olhos vidrados e sou um órfão havia um fluxo de flores doentes nos subúrbios eu queria plantar um taco de snooker numa estrela fixa na porta do […]

Love this post.0

Festival do Rock da Necessidade

Flor obscena queimando os olhos das cobras com sua pasta fosforescente, abre caminho até estes cabeludos fodidos da vida com seus banjos de alucinação & a menina de olhos cor-de-laranja canta um rock pesado FAÇA DE MIM O QUE VOCÊ QUISER que pede entre outras […]

Love this post.0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *