Roberto Piva

A Coréia é na Esquina

0 Love this post.0

Assim não dá meu tesão
eu começo a sonhar com você todas as tardes
& você lá em Santos
comendo amendoim
vendo anjos nas cebolas do mercado
navios entram e saem do porto polidos
eu corto as veias & rego meu queijo de Minas
você me ama eu sei & me envaideço
amoras joram a beleza anarquista de suas
coxas molhadas
o peixe-espada pode lhe declarar amor
eu penso nessas ilhas perumadas
mas o caminho de volta eu só conto
a este urubu em carne viva
que grasna na sacada.

Relacionado

Festival do Rock da Necessidade

Flor obscena queimando os olhos das cobras com sua pasta fosforescente, abre caminho até estes cabeludos fodidos da vida com seus banjos de alucinação & a menina de olhos cor-de-laranja canta um rock pesado FAÇA DE MIM O QUE VOCÊ QUISER que pede entre outras […]

Love this post.0

Chianti Tenuta Di Marsano

“La bocca e le parole son l’arco e le saette che tu hai Canzone Nicollò Machiavelli Quando alguém atravessa a floresta cai o pano do grande teatro as unhas viram fogo & começa a destruição em nome da Fruta da Paixão suave pele de maracujá […]

Love this post.0

À Deriva no Rio da Existência

abandonar tudo. conhecer praias. amores novos. poesia em cascatas floridas com aranhas azuladas nas samambaias. todo trabalhador é escravo. toda autoridade é cômica. fazer da anarquia um método & modo de vida. estradas. bocas pefumadas. cervejas tomadas nos acampamentos. Sonhar Alto.

Love this post.0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *