Sobrevoando Denver outra vez

Sobrevoando Denver outra vez

Nuvens cinzentas tapam brilho do sol, serras flutuam pro oeste
avião roncando suavemente sobre de nver – Neal morto há um ano – quintais subuerbanos asseados
pensão bem ade quada ao beco do mensageiro homosexual
Lila de z anos antes da Bombatômica
de nver sem Neal, hein? de nver com crepúsculos alaranjados
& aviões enormes asaprateados rumo a São Francisco –
atalaias em luz vermelha fria planetária, morto o Anjo da Terra
o planeta material sem vida há de rodar feito robô
& insectos saltarão de uma cidade de metal a outra.


de A queda da América
Editora Brasiliense, 1987

Também pode querer ver isto …

Postar Comentário

Seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *